28/01/2014

ÚLTIMO BRINDE



 
Queiramos ou não
somente temos três alternativas:
o ontem, o presente e o amanhã.
 
E nem sequer três
porque, como diz o filósofo,
o ontem é ontem
nos pertence somente na recordação:
da rosa que já se despetalou
não se pode tirar outra pétala.
 
As cartas de jogar
são somente duas:
o presente e o dia de amanhã.
 
E nem sequer duas
porque é um fato bem estabelecido
que o presente não existe
senão na medida em que se faz passado
e já passou…
como a juventude.
 
Em resumidas contas
só nos vai estando o amanhã:
eu levanto meu copo
por esse dia que não chega nunca
porém é o único
de que realmente dispomos.
 
Nicanor Parra
In Blog Banco da Poesia
arte desconheço autoria

Nenhum comentário: