19/07/2009


by Lillian Delevoryas

VI

Perdão se quando quero
contar minha vida
é terra o que conto.
Esta é a terra.
Cresce em teu sangue
e cresces.
Se se apaga em teu sangue
te apagas.

Pablo Neruda
In Ainda

Um comentário:

nyle_eternity disse...

Olá, eu adorei o seu blog... Encontrei vc nas páginas de recados da flor de lis e vi que tinha esse blog no seu perfil. Que belo trabalho, parabéns :)
Visite o meu também quando puder, será bem vinda.
Beijos e até mais :)