02/06/2010


The Lotus by Charles Emile Heil

16

Sono sobre a chuva
que, entre o céu e a terra,
tece a noite fina.

Tece-a com desenhos
de amigos que falam,
de ruas que voam,
de amor que se inclina,

de livros que se abrem,
de face incompleta
que, inerme, deplora
com palavras mudas
e não raciocina...

Sobre a chuva, o sono:
tão leve, que mira
todas as imagens
e ouve, ao mesmo tempo,
longa, paralela,
a canção divina

dos fios imensos
que, nos teares de água,
entre o céu e a terra,
o tempo separa
e a noite combina.

Cecília Meireles
In Metal Rosicler

3 comentários:

Sanches Figueiredo disse...

Dione, permita-me seguir o teu blog. A poesia é gota de amor no coração de uma flor ou de um cravo.

Já dizia a inesquecível Cecilia Meireles, pelo que vejo tu és uma admiradora:
"Eu canto porque o instante existe
ea minha vida está completa.
Não sou alegre nem sou triste:
sou poeta.

Parabéns, pelas lindas poesias aqui transcritas.
abraço

DIONE disse...

Será um prazer tê-lo como seguir do meu pequeno frasco, Poeta...beijos

DIONE disse...

Opsss...considere:

Será um prazer tê-lo como seguidor do meu pequeno frasco,Poeta...beijos