16/07/2011

AS ELEGIAS



(6)

Nada sei da morte
e sua perfeita solidão.

Meu sono é pássaro solto
sobre a terra,
queimados os olhos contra
o céu,
ferindo sem cessar
o esquivo silêncio.

Nesta casa,
peças lúdicas da infância
são arestas
num palco desbotado,
quando jardins
e pessegueiros
(ainda) tinham  cores
e o feitiço do amor era amar
as estrelas

- O AMOR PRIMEIRO

Eulália Maria Radtke
In O Sermão das sete palavras
foto por schneider_nati


Um comentário:

Andressa disse...

doce e lindo.