01/07/2012

MAGNÍFICO MUNDO



Se velho ou jovem, é sempre assim que sinto:
Na noite uma montanha, uma mulher silenciosa
ao balcão,
Ao luar a leve curva do branco caminho,
De saudades arranca-me do peito o coração.

Oh!Mundo ardente, mulher branca ao balcão,
Distante o rolar do trem, no vale o uivar do cão.
Oh! Como mentis, como me enganais, que amar-
        go,
Apesar de tudo és meu delírio, meu mais doce tor-
       por.

Inúmeras vezes tentei o caminho da terrível "ver-
      dade"
Onde câmbio e lei, assistente e moda dominam,
Porém só, sempre escapei, desiludido mas em
      liberdade
Para lá onde o sonho e a abençoada loucura fer-
      vilham.

Na árvore vento cálido da noite, morena cigana,
Mundo de louca saudade e perfume de poesia.
Magnífico mundo a quem sempre me entreguei,
Onde tuas faíscas   me  fulminam  e  tua  voz  me
       chama.

Hermann Hesse
In Caminhada

Um comentário:

Omayra Cruz disse...

Me encanta tu espacio, es un gusto leerlo, muy original. Te invito a visitar Precious Moments y espero sea de tu agrado. Saludos.