17/06/2013

FRÁGIL


 

O caminho leva nossas coisas
tantas
matérias
trastes
de tempos outros
 
não carrega nossas angústias
                                 saudades
                              lembranças
                                     amores
                                desilusões
                 infância e juventude 
 
mesmo a maturidade
encaixotada
fica na sala vazia
 
              o envelope com a vida
                   em fotografias 
                   recebe o adesivo:
                                      frágil.     
 
Pedro de Quadros DU BOIS
In O Jardim de Judith 
tela Abraxsis Der Jen
 
 

2 comentários:

Pedro Du Bois disse...

Grato, Dione, pela publicação. Abraços, Pedro.

Carlos Rímolo disse...

Minha querida amiga e poetisa Dione, Perdoa-me a demora em visitá-la, Mas meu tempo tem sido muito corrido, Mas estou tentando equacionar isso.
Vim mais uma vez visitar esse seu belo Espaço poético, do qual muito gosto e Admiro. Adoro ler seus textos poéticos. Belíssima poesia. Gostei muito. Está de parabéns.
Uma semana maravilhosa para você,
É o que desejo.
Beijos de luz!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

POETA CIGANO – 20/06/2013
http://carlosrimolo.blogspot.com
“Poesias do Poeta Cigano”