09/08/2011

MOSAICO


Com a paciência
de um velho  tecelão
preparo meu manto de lembranças
para quando o frio dos anos
anunciar seu inverno mais rigoroso.

Em lentos goles de vinho
faço desfilar na passarela
dos meus olhos
os sonhos que trago
dentro de mim.

e assim,
noite após noite de insônia
monto o mosaico de todo
o tempo
que me escapuliu
por entre os dedos.

Ademir Antonio Bacca
In Geminal Literatura
imagem  femmetoile

2 comentários:

Lu C. disse...

Oi Dione, boa noite!

Teu blog é um espaço encantador, aromatico e aconchegante.
Te sigo ! Voltarei mais vezes.

beijo pra ti!

Lu C.

POESIAS by Edison Cardoso disse...

Dione, suas poesias realmente tem fundamentos que só o coração feito nosso pode transmitir ao publico estrofes como melodia ao coração e ao espirito.
Beijão

Edison