16/07/2012

MELÓDICO



Canto aos quatro cantos,
aos quatro ventos.
Desnudo as pautas do tempo
em claves, bemóis e sustenidos.
Hei de fazer chegar aos seus ouvidos
uma rima de amor em tom maior.
Quando o mundo cantá-la já de cor,
eu trago a flauta
que põe ternura nessa nota que ainda falta
pra perpetuar o nosso amor na partitura.

Flora Figueiredo
In Chão de Vento

Um comentário:

Luiz Alfredo disse...

Em nalgum canto
estava quando escutei
este belo canto
é quando a música
é tocada em belos versos
é quando a poesia
é uma partitura.

Luiz Alfredo - poeta